(Época de recolhimento)

♫Quando a lagarta se recolhe,
ela dorme, se envolve num casulo delicado,
e na escuridão, nasce a luz! ♫

Após 40 dias de preparo (quaresma), há o dia da páscoa. Nesta época, Cristo traz um significado de Ressurreição, ele se tornou semente viva do amor!

(Esta época culmina em Pentecostes – 50 dias após a Páscoa, festa que ficou marcada pela presença do Espírito Santo que desceu sobre os apóstolos).

Nesta época, para festejar, há o costume de escondermos ovos para as crianças acharem. O ovo é o símbolo do caos que ainda se encontra aberto. Se for fecundado pode se transformar em um ser em potencial. A substância receptiva e sensível é adequada para receber a atuação do mundo espiritual. Assim, o ovo fechado e circular esconde dentro de si esse mundo virgem receptivo, tornando-se símbolo real da renovação. Algo que deve acontecer dentro de nós, uma abertura para a renovação e transformação através das idéias crísticas. Um momento de acharmos um mundo novo! Isso é simbolizado pela procura dos ovos com as crianças! Uma abertura para a alegria, felicidade… que se encontram dentro de nós.

Para as crianças, transmitimos esse conteúdo através de imagens, por isso escolhemos a imagem da lagarta, que se recolhe em seu casulo e depois se transforma em uma linda borboleta! Essa imagem mostra que em cada morte há o germe de uma nova vida.

É uma época de transformação na natureza e no homem. A estação do ano é o outono, a transformação são as folhas que caem dando lugar aos frutos que surgem e alimentam. Observa-se nas árvores, várias lagartas que surgem, se alimentando para logo adormecerem no casulo, passando por um momento de pausa, aparente morte, para depois se transformar em borboleta! A “morte” é vista como um caminho para a transformação e não como o fim de um processo.

O homem deve viver a morte da paixão individual e a ressurreição do maior universal. A morte do egoísmo para nascer o altruísmo. Se existir o altruísmo, existe a doação, e devemos receber a doação com gratidão na alma.

A GRATIDÃO é o conteúdo da festa da páscoa. A criança vivencia esta época através da “ressurreição” da lagarta em borboleta que embeleza o mundo com suas cores após grande esforço para se transformar; através do coelho que doa seu ninho para outro dar cria; da procura dos ovos, representando a busca da vida em potencial e a gratidão ao encontrá-lo. O homem só pode sentir-se de fato grato, se acompanhar todo o caminho da transformação, por isso a importância da vivência do professor, de toda semana.

O sentido de morte aqui, não significa apenas ausência de vida. A morte nada mais é do que o ponto de partida para o início de algo novo. É fronteira entre o passado e o futuro. Muitas pessoas não evoluem porque ficam se agarrando ao que eram, não se projetam para o que serão ou desejam ser. Elas querem a nova etapa, sem abrir mão da forma como pensavam ou como agiam por exemplo. O que precisamos matar em nós para fazer nascer algo melhor ainda?

Atividades específicas desta época:

Confecção de borboletas feitas com lã, tecido, feltro, papel, etc.; pintura de cascas de ovos; brincadeira de coelhinho sai da toca; histórias de dedos sobre lagartas e borboletas; plantar alpiste na casca de coco

Toda época é vivenciada com a preparação do ambiente: a mesa de época, os móbiles na sala, alguns brinquedos e as histórias. Dica: Criar um cantinho em casa onde estes enfeites serão colocados.

  • Sugestão de história de dedinhos:

LAGARTA

Era uma vez uma lagarta muito gordinha e com mil perninhas
Encontrou uma folhinha e mastigou
E outra folhinha e devorou
Outra folhinha e triturou
Outra folhinha e rasgou
Outra folhinha e engoliu
E num lindo casulo a lagarta se enrolou
Veio a chuva, veio o vento,
Veio o sol e esquentou
E numa linda borboleta a lagarta se transformou

 

  • Sugestões de músicas:

COELHINHO DA PÁSCOA

Coelhinho da Páscoa que trazes pra mim?
Um ovo, dois ovos, três ovos assim (2x),
Coelhinho da Páscoa que cor eles têm?
Azul, amarelo, vermelho também (2x),
Coelhinho da Páscoa com quem quer dançar?
Com esta(s) criança(s) que sabe(m) cantar (2x)
Coelhinho da Páscoa na toca está
Sonhando com a Páscoa que já vai chegar (2x)

DE OLHOS VERMELHOS

De olhos vermelhos, de pelo branquinho
Orelhas bem grandes, eu sou um coelhinho
Sou muito assustado, porém sou guloso
Por uma cenoura, já fico manhoso…
Eu pulo pra frente, eu pulo pra trás
Dou mil cambalhotas, sou forte demais
Comi uma cenoura, com casa e tudo
Tão grande ela era, fiquei barrigudo!

.<Retornar

Época da Páscoa