E então, num piscar de olhos, 5 anos se passaram. E hoje é o último dia de uma etapa tão linda que ele viveu por aqui. Muito obrigada a todos vocês, queridos professores, funcionários, Simone e Edigar por receberem meu filho da maneira mais acolhedora que poderia existir.
Obrigada por todos os banhos de esguicho, por todas as pedrinhas, folhinhas e sementinhas que ele trouxe como tesouros para casa.
Obrigada por todo o contato com a natureza, pelas subidas (e também pelas quedas!) nas árvores.
Obrigada pelo cheirinho da terra molhada, pelos banhos de chuva e pelos banhos de lama.
Obrigada por todas as fadinhas, duendes e sacis que eles tanto procuraram no jardim (e encontraram!).
Obrigada por todas as roupas sujas que ficaram eternamente manchadas de brincadeiras felizes.
Obrigada pelo cheirinho do lanche sendo preparado com tanto carinho pelas queridas professoras, sempre com a ajuda das crianças.
Obrigada por deixá-lo brincar de boneca ou qualquer coisa que ele quisesse sem dizer que isso é coisa de menina. Pelo contrário! Isso ensina muito mais valores para os nossos filhos, a serem mais sensíveis, carinhosos, atenciosos.
Obrigada por todas as festas da lanterna, primavera e de Natal.
Obrigada por todas as aulas incríveis de circo!!!
Mas principalmente MUITO OBRIGADA por não terem ensinado inglês, informática, nem sequer uma letra ou um número para o meu filho. Era exatamente isso o que eu queria quando o coloquei nessa escola.
Obrigada por deixá-lo brincar, somente brincar, todos esses anos.
Obrigada pela anamnese da Claudia, que me perguntou até como foi o meu parto e o quanto desejada foi essa criança.
Obrigada por me apresentar à Pedagogia Waldorf e à Antroposofia, que me levou até em busca de uma nova maneira de nascer, de vir ao mundo e fazer diferente com o meu segundo filho.
Obrigada pelas pernas de pau, paninhos que viraram capas de super-heróis, toquinhos de madeira que viraram carrinhos e outras tantas mil coisas! E por todas as folhas, pedrinhas e sementes que viraram poções mágicas.
Obrigada pelos pés descalços e por tantas vezes que fui buscá-lo e ele vestia somente uma bermudinha.
Obrigada por todas essas experiências incríveis e maravilhosas durante todos esses anos.
Obrigada pelas árvores, flores e frutos, pela terra e pela alimentação natural. Obrigada pelos brinquedos de pano e de madeira.
Obrigada por todas as músicas, por tantos cantos lindos, por tantas histórias contadas de uma maneira tão especial.
Obrigada a todos os pais, que se tornaram amigos.
Obrigada por tão doce lembrança, que todos nós levaremos para sempre em nossos corações.
Obrigada por não terem “salas de aula”, mas lindos “castelos”.
Obrigada pela parceria na formação de seres humanos que realmente se importam com o outro e com o nosso planeta.

Ana Paula (mãe de João Pedro e de Cecília)