Não é o último dia de aula, nem final de ano, mas hoje acordei com muita vontade de expressar os sentimentos do meu coração pela Escola Waldorf Jardim das Amoras!
Muitas pessoas me perguntam: “Nossa, sua filha já tem 6 anos e não sabe ler nem escrever?”
E eu respondo: Não! Ainda bem que ela tem 6 anos e não sabe ler e escrever.
Minha filha não sabe ler nem escrever, mas ela sabe subir em árvores, abraçar amigos, sabe a importância de ajudar em casa nas tarefas diárias e o faz com amor e devoção, ela sabe esperar quando é preciso, sabe dividir seus brinquedos com qualquer criança, pois não é apegada à matéria. Alice sabe relacionar-se com o outro, e está aprendendo a relacionar-se com ela. Ela sabe dizer obrigada, por favor e com licença.
Ela sabe o poder curativo que tem um “pó de fada”, ela sabe expressar-se através de desenhos, modelagens, teatros, músicas.
Pelos motivos citados acima e por muitos outros, eu quero deixar registrada minha gratidão pelo Jardim das Amoras e a todos que fazem parte dessa jornada da minha Alice.
Obrigada Jardim das Amoras, por cada vez que minha filha chegou em casa com a cabeça cheia de areia. Obrigada Jardim das Amoras, por cada vez que ela chegou com o sapato cheio de barro. Obrigada por cada vez que ela chegou em casa me dizendo que tomou chá de pó de fada. Obrigada por cada vez que vocês NÃO mandaram para casa um presente do dia das crianças, por cada vez que Alice acordou domingo querendo ir pra escola!
Ao Edigar Lutero Alves por sempre tentar nos ajudar em questões burocráticas, à Isadora Siqueira Villar pela paciência no portão comigo, sempre às 11h. Simone, que me ajudou na luta para que Alice permanecesse, à todas as professoras que passaram pelo nosso caminho….Leonora Ghirello que esteve com a Bebrinha no início e no fim, Carol Serra, que é um modelo de professora para mim, seu José (José primeiro e José segundo, como diz a Alice…), Cida e Marli, e para não correr o risco de esquecer ninguém, termino sem citar todos os nomes pois são muitos! Cada um nos ajudou a construir uma história de amor e luz para Alice Harumi!
E todos juntos, nos ajudaram, à mim e ao Conrad Fujiwara, mostrar para a Alice, nesses 7 anos (a serem completados), que o MUNDO É BOM!
Por ela acreditar nisso, acredito que parte de nossa missão está cumprida!
Toda gratidão do meu coração à cada um de vocês!

Tatiana (mãe de Alice Harumi)